Como o rádio e o marketing digital podem trabalhar juntos?

separator

Se antes podíamos impactar o passageiro de metrô em uma grande capital com jornais impressos de circulação interna, rádio interna e mídia indoor… Hoje, o olhar dessa pessoa se divide com o celular, o WhatsApp, o Facebook app, Instagram, canais de música e tantos outros.

Mas então… Como o rádio e o marketing digital podem trabalhar juntos?

A divulgação do seu negócio pode ser realizada em suas campanhas de marketing digital (redes sociais, com influenciadores, mídia paga etc) mas também na mídia tradicional como o rádio.

Vamos de #estudodecaso Um bom exemplo é o programa de rádio do Me poupe na A Rádio Rock. A idealizadora Nathalia Arcuri se comunica com os ouvintes da rádio e ao mesmo tempo faz uma live no Instagram nos bastidores do programa – unindo de uma forma criativa e simples ao mesmo tempo – o rádio (tradicional) com o Instagram (digital).

O rádio neste caso é ótima ferramenta para aumentar o volume de acessos no site e o número de inscritos no seu canal do YouTube, seguidores no Instagram, curtidas no Facebook e outras redes sociais, garantindo uma maior visibilidade da marca.

Mas se você não é uma CEO “rainha das finanças” deve estar nos perguntando: Mas como eu posso usar o rádio?
📣 Anúncios
🛒 Promoções
🎁 Sorteios
🤓 Entrevistas (caso você tenha algo relevante para informar / ensinar, por exemplo)

Nada de briga! Todo mundo joga junto e joga pra ganhar!

Os artistas que antes brigam com o locutor para tocarem suas músicas nas rádios “por favor, seu locutor ao menos uma vez, melhor se fossem 3, toca o nosso som aí que tu me faz feliz! Se não tocar eu quebro o seu nariz” (se você cantou junto ficou mais animado) e dependiam da venda de discos de Cd´s… hoje trabalham suas músicas Omnichannel (uma estratégia de conteúdo multicanal que as organizações usam para melhorar sua experiência do usuário).

Como lembrou o cantor e compositor Jorge Aragão no seu Instagram: “Há muitos anos atrás, quando ainda dependíamos da venda dos discos/ cds. Hoje em dia 250 mil é um número rapidamente ultrapassado nas plataformas digitais”

As rádios também já se deram conta disso e aderiram às plataformas digitais para disponibilizarem seus programas em formato de podcast, mas elas não vivem só do copia e cola… não! Elas também produzem programas inéditos pensados para essas plataformas, trabalham suas redes sociais e em especial o WhatsApp que recebe desde pedidos de músicas, participam de sorteios e claro, entram para a lista de contatos (aquela coisa preciosa que a gente chama de lead qualificado).

Ou seja, migo no Dia Mundial do Rádio pense fora da caixinha e coloque sua marca também nos ouvidos dos seus clientes.

Como diz a Nath “a gente se ouve por aí!”